Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

sábado, 30 de outubro de 2010



HOJE É DOMINGO, PÉ DE CACHIMBO ... e eu ficava imaginando como seria um pé de cachimbo, quando o correto é: 
HOJE É DOMINGO, PEDE CACHIMBO ... Domingo é um dia especial para relaxar e fumar um cachimbo ao invés do tradicional cigarro (para aqueles que fumam, naturalmente...). 

No popular se diz:   'Esse menino não pára quieto, parece que tem bichocarpinteiro'  "Minha grande dúvida na infância... Mas que bicho é esse que é carpinteiro, um bicho pode ser carpinteiro???" 
Correto:   'Esse menino não pára quieto, parece que tem bicho no corpo inteiro'  

Batatinha quando nasce, esparrama pelo chão.' 
Enquanto o  correto  é:  ' Batatinha quando nasce, espalha a rama pelo chão.'  "Se a batata é uma raiz, ou seja, nasce enterrada, como ela se esparrama pelo chão se ela está embaixo dele?"  

'Cor de burro quando foge.' 
O  correto  é:  'Corro de burro quando foge!' "Esse foi o pior de todos! 
Burro muda de cor quando foge? Qual cor ele fica? Porque ele muda de cor?"   

Outro que no popular todo mundo erra: 'Quem tem boca vai a Roma.' 
"Bom, esse eu entendia, de um modo errado, mas entendia! Pensava que quem sabia se comunicar ia a qualquer lugar!"  O  correto  é:  'Quem tem boca vaia Roma.'  (isso mesmo, do verbo vaiar). 

Outro que todo mundo diz errado, 
'Cuspido e escarrado'  - quando alguém quer dizer que é muito parecido com outra pessoa.  
O  correto  é:  'Esculpido em Carrara.'  (Carrara é um tipo de mármore) 

Mais um famoso....  'Quem não tem cão,   caça com gato. ' "Entendia também, errado, mas entendia! Se não tem o cão para ajudar na caça o gato ajuda! Tudo bem que o gato só faz o que quer, mas vai que o bicho tá de bom humor!" 
O  correto  é: 'Quem não tem cão, caça como gato .... ou seja, sozinho!'  

Vai dizer que você falava corretamente algum desses? 

quarta-feira, 27 de outubro de 2010


FLORES DA PRIMAVERA

NA SEMANA DE 20 A 24 DE SETEMBRO, A PROFESSORA KATIA DO 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DESENVOLVEU UMA ATIVIDADE DENTRO DO CONTÉUDO DE CIÊNCIAS SOBRE AS PARTES QUE COMPÕE UMA FLOR.

PARA ENRIQUECER O TRABALHO, OS ALUNOS FORAM À FLORICULTURA DO BAIRRO, PARA QUE VISUALIZASSEM AS FLORES E PERCEBESSEM AS DIFERENÇAS EXISTENTES EM CADA UMA.





























terça-feira, 26 de outubro de 2010


NOSSOS ALUNOS ENTREGARAM BRINQUEDOS PARA CRIANÇAS DE CRECHE



Os alunos do colégio entregaram no dia 26/10/10 brinquedos arrecadados por eles para as crianças da CRECHE JUAN CARLOS GUARDIOLA, mantida pela Prefeitura e pela ONG ONDACAIMA, no  Bairro do Cangaíba.



Doações podem ser feitas pelos telefones: 2038-2354 e 3483-2217. 


A creche cuida de 220 crianças na idade de 4 meses a 2 anos de idade.













A importância das atualidades no vestibular

 

Com o processo de globalização e principalmente com o avanço nos meios de comunicações como Internet, rádio, jornais e televisão as instituições de ensino superior no Brasil aproveitam a democratização da informação para incluir nos processos seletivos questões sobre temas de atualidades.

Os alunos que estão se preparando para os vestibulares, além de estudar as disciplinas obrigatórias com Português, História, Geografia e Ciências devem estar “antenado” a tudo o que está ocorrendo no mundo seja do ponto de vista climático, histórico ou avanço das pesquisas científicas.

Para encarar estas perguntas contextualizadas o estudante deve se armar o máximo possível através da leitura de textos diversos sempre tentando fazer uma associação com os conteúdos desenvolvidos em sala de aula.

Os meios de comunicação se tornam atualmente um veículo de aprendizado e enriquecimento cultural. Hoje em dia sem sair de casa acessando a Internet podemos viajar o mundo todo tendo como fontes instituições renomadas tanto no âmbito nacional como internacional.

As disciplinas de História e Geografia ganham um peso muito forte no processo de globalização, mas não como antigamente quando as pessoas pensavam que estas disciplinas eram pura “decoreba”, atualmente para responder as perguntas sobre atualidades os alunos devem compreender o contexto que gerou determinado conflito mundial e não simplesmente decorar datas ou as capitais dos países.

Alguns temas que poderão ser abordados nos principais vestibulares do país em 2010:

Terremoto do Haiti - O terremoto que atingiu o Haiti no dia 12 de janeiro de 2010 foi a pior tragédia em 200 anos de história do país, o mais pobre do Hemisfério Ocidental.

Aniversário da libertação de Mandela - Há vinte anos, em 11 de fevereiro de 1990, o ex-presidente sul-africano e ativista negro Nelson Mandela era libertado da prisão, aos 71 anos de idade.

Terremoto no Chile - O terremoto de 8,8 graus de magnitude na escala Richter, que atingiu o Chile às 3h36 do dia 27 de fevereiro de 2010, foi o pior dos últimos 50 anos no país e um dos cinco mais potentes no mundo desde 1900.

Eleições no Iraque - A eleição parlamentar no Iraque, ocorrida no dia 7 de março, foi a segunda e a mais importante realizada desde a queda da ditadura de Saddam Hussein em 2003. As eleições ocorreram em meio a atentados terroristas, que mataram 38 pessoas.

50 anos de Brasília - A cidade foi inaugurada em 21 de abril de 1960. A transferência da capital do país do Rio de Janeiro para Brasília levou desenvolvimento para o interior do território e concentrou o poder político longe dos centros urbanos da época.

Crise da Grécia - A União Europeia aprovou, no dia 9 de maio de 2010, um fundo emergencial de 750 bilhões de euros (R$ 1,7 trilhão) para evitar que a Grécia entrasse em colapso e ameaçasse colocar a Europa em uma crise econômica

Vazamento no Golfo do México - Na noite de 20 de abril de 2010, uma explosão na plataforma Deepwater Horizon, arrendada pela empresa British Petroleum (BP), matou 11 funcionários no Golfo do México. A mancha negra que se estende sobre o Oceano Atlântico, numa área equivalente a onze vezes à cidade do Rio de Janeiro, é a imagem da maior catástrofe ambiental da história dos Estados Unidos.

Oriente Médio - Em 31 de maio de 2010, nove turcos morreram no ataque militar de Israel a uma flotilha que levava, supostamente, ajuda humanitária à Faixa de Gaza. Os ativistas tentavam furar o bloqueio mantido pelo Estado israelense desde 2007.

Saramago - O escritor português José Saramago morreu aos 87 anos em sua casa, nas Ilhas Canárias, no dia 18 de junho de 2010. Ele foi o único escritor em língua portuguesa a receber o Prêmio Nobel de Literatura.

Questão indígena - O Serviço de Proteção ao Índio (SPI), órgão que inaugurou a política indigenista no país, foi instituído há um século, em 20 de junho de 1910. Ele foi substituído, em 1967, pela Fundação Nacional do Índio (Funai)

Massacre de Srebrenica - Há 15 anos, aconteceu em Srebrenica, na antiga Iugoslávia, o maior massacre na Europa desde o fim da Segunda Guerra Mundial. Em apenas uma semana, 8.373 bósnios muçulmanos foram mortos por tropas sérvias. Na foto, muçulmana visita túmulo de vítima do massacre.

Presos de Cuba - A ditadura cubana decidiu libertar 52 presos políticos entre julho e outubro de 2010. O primeiro grupo, composto por 11 dissidentes e seus familiares, chegou à Espanha entre os dias 12 e 15 de julho. A pressão internacional pela libertação começou depois da morte de Orlando Zapata Tamayo, em 23 de fevereiro de 2010, após 85 dias em greve de fome.

Casamento gay - O Senado argentino aprovou, no dia 16 de julho de 2010, o casamento gay, tornando-se o primeiro país na América Latina a legalizar a união entre pessoas do mesmo sexo.

Professora Giovana - Geografia

           www.vestibular.uol.com.br

DICAS PARA LER UM TEXTO MUITO LONGO COM ATENÇÃO

1) Preparar um ambiente propício para estudo, com cadeira confortável e mesa bem iluminada. A concentração tende a ser menor se o leitor está sentado no sofá ou deitado na cama.

2) Grifar as idéias centrais e fazer pequenas anotações. Ao mesmo tempo em que as notas ajudam a manter o foco, também auxiliam a retomar a linha de raciocínio após uma interrupção.

3) Usar material de apoio, como dicionário, livros de consulta e internet. O nível de atenção cai quando o cérebro do leitor se depara com informações que não fazem sentido. Dissolver esses nós ajuda a avançar no texto.

4) Fazer pausas periódicas para tomar um café ou uma água. Essas interrupções podem ser, por exemplo, a cada meia hora ou no fim de um capítulo.

FONTE:

QUÉZIA BOMBONATTO, psicopedagoga e presidente da ABPp (Associação Brasileira de Psicopedagogia)

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

DICAS PARA FAZER BOAS CORREÇÕES DE PROVA

1) ELABORE BEM AS QUESTÕES. UMA BOA CORREÇÃO COMEÇA NO MOMENTO EM QUE A PROVA ESTÁ SENDO FORMULADA. NÃO É POSSÍVEL CORRIGIR BEM UMA QUESTÃO MAL ELABORADA.

2) ANTES DE COMEÇAR A CORREÇÃO OLHE ALGUMAS RESPOSTAS PARA VER COMO OS ALUNOS INTERPRETARAM A SUA QUESTÃO.

3) CORRIJA TODAS AS QUESTÕES IGUAIS EM SEQUÊNCIA. EVITE CORRIGIR A PROVA INTEIRA DE UMA VEZ SÓ.

4) NÃO LEVE EM CONTA DE QUEM É A PROVA QUE ESTÁ SENDO CORRIGIDA. OS PROFESSORES COSTUMAM ESPERAR QUE OS ALUNOS MAIS PARTICIPATIVOS DEEM AS MELHORES RESPOSTAS, MAS ISSO NEM SEMPRE ACONTECE.

FONTE: 


MAURÍCIO KLEINKE, COORDENADOR DE PESQUISA DA COMVEST, COMISSÃO QUE ORGANIZA O VESTIBULAR DA UNICAMP.
COMO CONTAR HISTÓRIAS PARA SEUS FILHOS

A narração de contos ajuda em todas as fases da aprendizagem, desenvolve a criatividade e ainda aproxima pais e filhos.

Na fase que antecede a alfabetização, a narração de histórias desenvolve a criatividade, o raciocínio, o vocabulário, o repertório cultural, ajuda a construir valores e estimula o gosto pela leitura.

Para o aprendizado das crianças, uma história pode ser contada ou lida, sendo que as duas formas desempenham um papel importante na alfabetização.

AMBIENTE - Desligue a televisão, celular e aparelhos eletrônicos. É importante ficar na altura dos olhos da criança, que deve estar confortavelmente acomodada.

VOZ - Instigue a imaginação da criança dando movimento à narrativa, respeitando pontos, vírgulas, exclamações, interrogações e reticências.

LER x CONTAR - As duas formas são importantes no aprendizado. Alterne leitura e narração.

DURAÇÃO - Crianças até 4 anos de idade têm dificuldade de acompanhar histórias longas; para elas contos de 5 minutos são ideais. Entre 7 e 12 anos, as histórias podem ter até 20 minutos.

SONO - Não há nenhum mal se a criança dormir durante a narração. Isso não significa falta de atenção e não deve ser entendido como uma ofensa a quem conta.

MORAL DA HISTÓRIA - Os contos, por si só, já trazem um ensinamento. Não é preciso explicar aquilo que a história já contou.

FIM - As histórias, inclusive clássicos, podem ser adaptadas e ganhar um novo final inventado por quem conta, pela criança ou por ambos. É importante, porém, que a criança saiba que aquele final novo foi criado, que alguém escreveu essa história e que existe outro final.

FONTE: FOLHA DE SÃO PAULO, 11/10/10, COTIDIANO, C8.
ROBÓTICA NA GRADE CURRICULAR DA EDUCAÇÃO BÁSICA

O ensino da robótica, antes comuns no ensino superior, desperta a curiosidade para a área da ciência e tecnologia em alunos do ensino fundamental e médio.

No programa dos cursos, os alunos desenvolvem programação de computadores e robótica, conceitos de engenharia eletrônica e mecânica, além de conceitos de empreendedorismo.

Para ver o processo de criação de robô construído pelos alunos da POLI, assista o video em www.folha.com.br/sa814574.
JOGAR VIDEOGAME É BEM MAIS PRODUTIVO QUE VER TELEVISÃO

Segundo Steven Johnson, que pesquisou as raízes da inovação, a ideia de insight não existe. Darwin não descobriu a seleção natural em um "momento eureca". O gênio solitário é uma raridade na história das inovações.

Nas cidades, segundo o pesquisador, as pessoas dividem espaços, há um fluxo de ideias, e por estarem próximas, essa diversidade as torna mais criativas.

As ideias surgem nas universidades, em plataformas de código aberto ("open source"). O mercado pega as boas ideias e as transformam em produtos comerciais.

Para inovar é necessário andar com pessoas de áreas diferentes, de outras profissões.

Para promover uma educação mais criativa precisamos cada vez mais fazer conexões entre disciplinas. E para inovar é preciso mais do que apenas estar conectado. É preciso coragem.

A geração atual é muito empreendedora.

FONTE: FOLHA DE SÃO PAULO, 24/10/10 - MERCADO 1 - B 1.
A INFLUÊNCIA DOS LABORATÓRIOS, SEGUNDO CARL ELLIOT

Interesses de laboratórios comandam quase tudo na saúde, afirma Carl Elliot, professor de bioética e filosofia na Universidade de Minnesota e autor do livro "WHITE COAT, BLACK HAT - ADVENTURES ON THE DARK SIDE OF MEDICINE" (JALECO BRANCO, CHAPÉU PRETO - AVENTURAS NO LADO NEGRO DA MEDICINA).

Uso de "cobaias humanas" em estudos científicos obscuros, médicos sendo "porta-vozes" da indústria farmacêutica em troca de algumas somas, doutores influentes, que assinam artigos de escritores-fantasmas. A lista de falcatruas parece não ter fim.

O problema hoje é que temos um sistema de desenvolvimento de drogas orientado para o mercardo e não para as coisas que as pessoas doentes precisam.

COBAIAS HUMANAS - Indústria contrata organizações corruptas que, com a ajuda de médicos, recrutam "cobaias" para testar drogas sem revelar os riscos.

GHOSTWRITTERS - Alguém é pago pela indústria para escrever secretamente artigos científicos favoráveis ao seu produto (droga). Em seguida, paga um médico para assinar seu nome no artigo que muitas vezes nem leu.

PRESCRITORES - Indústria seduz médicos com jantares, viagens, etc. para levá-los a receitar os medicamentos.

NAS FACULDADES - Indústria patrocina educação médica continuada a festas e jogos.

NOS CONGRESSOS - Além de patrocinar a maior parte dos congressos, a indústria também leva a maioria dos médicos para esses eventos.

FONTE: Caderno de Saúde, Folha de São Paulo, 24/10/2010 - cotidiano C15.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

PROJETO MEIO AMBIENTE E EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO

No dia 13 de outubro os alunos do 6º ano do Ensino Fundamental 2 participaram de um “aulão” interdisciplinar sobre o trânsito e a sua relação com o meio ambiente, ministrado pelas professoras Giovana Zapparoli (Geografia) e Meire Magalhães (Ciências).

O “aulão” consistiu em uma aula diversificada que, com a utilização de recursos tecnológicos, como a lousa digital, teve o objetivo de tornar o aprendizado mais lúdico e dinâmico, desenvolvendo o pensamento crítico em relação à cidadania e respeito ao meio ambiente.

Os temas abordados foram:

ü   Evolução dos meios de transporte;
ü   Meio ambiente e trânsito;
ü   Poluição atmosférica;
ü   Chuva ácida;
ü   Efeito estufa;
ü   Destruição da camada de ozônio;
ü   Trânsito e cidadania;
ü   Lei seca;
ü   Lei da cadeirinha.

No dia 21 de outubro foi realizada a segunda etapa do projeto onde os alunos realizaram pesquisas sobre os temas propostos (evolução dos meios de transportes, trânsito, leis ambientais e poluição atmosférica) de forma individual e depois em grupo produziram cartazes e explanaram sobre os mesmos.










quarta-feira, 20 de outubro de 2010

A ROTATIVIDADE DOS PROFESSORES

O professor, quando fica apenas alguns meses com uma turma, não cria vínculos com os alunos, comprometendo a aprendizagem e a continuidade do trabalho pedagógico; não participa  da comunidade escolar, prejudicando a imagem da instituição.

Os motivos normalmente apontados são: frustração com a carreira escolhida, troca de cidade, doença, troca de profissão, falta de condições de trabalho, oportunidade financeira em outra instituição, entre outros.

Em nosso ponto de vista, a política educacional, espelhada na Lei de Diretrizes e Bases da Educação de 1996, levou o ensino público à ruína e proporcionou uma enorme fonte de rendas aos capitalistas da área da educação. Isto se refletiu na baixa qualidade dos formandos do ensino superior, em quase todas as áreas do conhecimento, e mobilizou a juventude para cursos cujos profissionais são mais valorizados no mercado de trabalho em detrimento ao magistério.

Universitários desmotivados, aprovados às vezes quase sem frequência nos cursos, trabalhando de dia para estudarem à noite, entre outros fatores conhecidos, não podem se transformar em bons professores.

Essa realidade é mais forte na escola pública, porém vem ganhando corpo na escola particular, até mesmo naquelas que acreditam que o salário seja o principal motivador de um professor.

Sob outro foco, o crescimento do número de escolas, seja na Educação Básica como na Superior, tem transformado a captação de alunos em uma batalha campal entre as instituições. É fácil constatar isso olhando as campanhas de marketing agressivas, os telefonemas às residências dos alunos e as promessas de descontos e bolsas de estudos.

Finalizando, temos a questão social das famílias: pais e mães trabalhando; pais separados; a responsabilidade da educação das crianças sendo transferida totalmente para as escolas; a limitação do brincar; crianças confinadas em condomínios e apartamentos. Essa situação torna o ambiente escolar em uma bomba-relógio, pronta a explodir.

Essas, na nossa opinião, são as causas da rotatividade de professores em uma escola.

Mas nem tudo está perdido.

Acreditamos que, trabalhando com profissionais qualificados, motivados e envolvidos, além de realizados com a escolha acadêmica que fizeram, a saída mais viável seria uma jornada de trabalho com dedicação exclusiva do professor, onde ele ministrasse aulas em um período, além de atender os alunos fora da sala de aula, desenvolver projetos consistentes; e aprimorasse sua condição profissional em outro período, com reuniões de equipe, cursos de aperfeiçoamento, de formação continuada e preparação de aulas. 

Porém é difícil mudar o contexto atual tendo em vista o custo elevado, onde a contratação se dá por nível de ensino: mensalistas para as séries iniciais e aulistas para as demais séries. E, quase sempre, a jornada de trabalho acontece em várias escolas para consolidar o orçamento familiar.

Quando a saída é inevitável, ou seja, o professor é dispensado ou pede dispensa, temos que adotar uma postura de calma e procurar evitar que os prejuízos educacionais sejam impostos e adotar uma continuação do trabalho pedagógico, sem traumas e sem falsas ações. É buscar um novo profissional e procurar não errar na escolha. 

Após o processo de seleção, onde relata as suas experiências anteriores, o professor é apresentado aos colegas, aos futuros alunos e aos pais, inserindo-se na comunidade escolar.

O próximo passo é o conhecimento do projeto pedagógico da escola e das respectivas diretrizes curriculares, programas, projetos e planos de aula, ementas e sistema de avaliação do processo pedagógico, estimulando os professores mais antigos a trocar experiências com os novos.

Relatórios, diários de classe, plano de aulas, projetos desenvolvidos, sequências didáticas e registro de desempenho dos alunos, portfólios e mapas de sala de aula são apresentados ao novo professor, que passa a ter uma visão clara do que foi trabalhado em sala e daquilo que é necessário trabalhar.

Espera-se, então, que o professor fique dois anos para se consolidar no ambiente escolar, desenvolvendo os projetos relacionados à proposta pedagógica da escola.

Partindo-se do princípio de que a rotatividade se deve à liberdade de ação das pessoas, nunca deixará de existir. E, quando se fica muito tempo na mesma função, a tendência é repetir as ações, diminuindo-se a criatividade e a ousadia.

Não podemos esquecer que o professor é contratado pelas leis trabalhistas, isto é, tem férias, 13o. salário, descanso semanal remunerado, horas extras, etc. E como todo profissional, tem contrato de experiência de 45 dias, renováveis por mais 45 dias. Ou seja, ele pode não se adaptar ao emprego e o empregador pode não se adaptar a ele...

O que procuramos fazer para que a rotatividade não aconteça?

 1 - Garantir boas condições de trabalho

a) cuidar do prédio, com iluminação adequada, pintura e conservação;
b) dispor de equipamentos e materiais didáticos suficientes para estimular o trabalho do professor.




2 - Valorizar o trabalho docente

Para evitar a fuga de profissionais valiosos, a direção escolar precisa agir como gestora e ter liderança, onde tudo é trabalhado em conjunto e não se perca o foco no modo como as pessoas trabalham. O professor precisa sentir-se importante em sala de aula e em todos os processos da escola, devendo ser consultado e participar das decisões, com atuação ultrapassando os limites do ensino de conteúdos.

Deve ser orientado com referência ao tom de voz, como lidar com os alunos, como demonstrar princípios e valores, pois tudo isso influencia o caráter e a ação da criança.

3 - Investir na equipe



Muito se pode fazer, dentro e fora da escola, para capacitar a equipe: cursos externos e reciclagem de conhecimentos.


4 - Acompanhar os projetos de cada professor


Conhecer as áreas de interesse do professor e conhecer suas habilidades e aptidões, visando apoiá-lo e motivá-lo para apresentar aos alunos.

5 - Propiciar momentos de lazer na escola


Ajudar os professores a relaxar, descontrair e se sentir feliz no trabalho, por exemplo comemorando os aniversários, eventos-surpresa em datas especiais, convites para eventos e envolvendo a família nas atividades profissionais.

Finalizando, entendemos que o grande problema da maioria dos professores não é o domínio do conteúdo de sua matéria e sim um conhecimento de mundo. Os que têm acesso aos recursos tecnólogicos, curiosidade e domínio da leitura passam isso com determinação aos alunos. 

É preciso refletir sobre as ações pedagógicas, projetos pluridisciplinares, viagens, experiências de laboratório.

O professor deve ser um condutor do processo de aprendizagem frente ao mundo atual, com metodologia, com competência exigida pelo trabalho, com a prática da leitura, hábitos culturais.

E, principalmente, gostar de ser professor.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010


FILMES PARA ASSISTIR E REFLETIR

An Inconvenient Truth (Uma Verdade Inconveniente em português) é um documentário de 2006 sobre mudanças climáticas, mais especificamente sobre o aquecimento global, dirigido por Davis Guggenheim e estrelado pelo ex-vice-presidente dos EUA Al Gore.

Uma Verdade Inconveniente é um documentário que busca alertar as pessoas para o que está a acontecer no nosso planeta. O assunto principal deste documentário é o Aquecimento Global, e assim sendo este recorre a assuntos como o Protocolo de Kyoto, referente às emissões de CO2 para a atmosfera terrestre (ao qual os EUA não aderiram), de como podemos minimizar essas perdas desnecessárias de CO2, entre outros tópicos.

Após muitas palestras, por diversos países em todos os continentes do Mundo, Al Gore decidiu fazer este documentário, para assim poder sensibilizar mais pessoas para a sua causa. Este afirma que o Planeta deve ser estimado e que cabe a quem o habita tomar conta daquilo que é seu e das suas gerações futuras.

Fahrenheit 9/11 é um documentário de 2004 escrito, estrelado e dirigido pelo cineasta estadunidense Michael Moore. Fala sobre as causas e consequências dos atentados de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos, fazendo referência a posterior invasão do Iraque liderada por esse país e pela Grã-Bretanha. Além disso, tenta decifrar os reais alcances dos vínculos que existiriam entre as famílias do presidente George W. Bush e a de Osama bin Laden

Este documentário ressalta especificamente a relação entre a família Bush e pessoas próximas a ela, com membros de eminentes famílias da Arábia Saudíta (incluindo a família de Bin Laden) em uma relação que se estende durante mais de trinta anos, assim como a evacuação de familiares de Osama bin Laden organizada pelo governo de George W. Bush depois dos ataques de 11 de setembro. Se bem que essa relação de negócios entre os clãs Bush e Bin Laden não é discutida, a mesma não é amplamente conhecida.

A partir daí, o filme da pistas sobre as verdadeiras razões que tem impulsionado o governo Bush para invadir o Afeganistão em 2001 e Iraque em 2003, ações que, segundo Moore, correspondem mais a proteção dos interesses das indústrias petrolíferas norteamericanas que o desejo de libertar os respectivos povos ou evitar potenciais ameaças. O documentário insinua que a guerra com o Afeganistão não teria como principal objetivo capturar os líderes da Al Qaeda e sim favorecer a construção de um oleoduto, e que o Iraque não era no momento da invasão uma ameaça real para Estados Unidos senão uma fonte potencial de benefícios para as empresas norteamericanas.

Fonte: www.michelmoore.com
           www.wikipedia.org

Professora Giovana - Geografia

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

SÍTIO DO PICAPAU AMARELO

No último dia 06 de outubro os alunos da Educação Infantil, do Ensino Fundamental 1 e do DEP visitaram o Sítio do Picapau Amarelo, na cidade de Taubaté, SP.

Conheceram o Museu de Monteiro Lobato, assistiram a uma peça teatral com os personagens, visitaram o Reino das Águas Claras, finalizando com um passeio de trem entre as cidades de Pindamonhangaba e Taubaté.





LABORATÓRIO DE CIÊNCIAS

Os alunos do 2o. ano do Ensino Fundamental estudaram sobre os animais vertebrados e invertebrados.

Os experimentos complementaram as atividades de sala de aula, sob a orientação da Profa. Cristiane.

Todos ficaram entusiasmados com o morcego, a estrela do mar e a cobra. Ficaram surpresos ao saber que o morcego é um animal mamífero, apesar de ter asas e voar...
LABORATÓRIO DE CIÊNCIAS 

Os alunos do 1o. ano do Ensino Fundamental realizaram uma atividade sobre os animais nocivos e os que trazem benefícios ao homem.

Após as observações, fizeram um desenho e conversaram sobre o modo de vida desses animais, sob a orientação da Profa. Miriam.




ENEM
O EXAME NACIONAL DO ENSINO MÉDIO, CUJOS RESULTADOS  SÃO UTILIZADOS PARA SELEÇÃO EM MUITAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR, ACONTECE EM 6 E 7 DE NOVEMBRO.
70 MIL LUGARES NAS INSTITUIÇÕES ESTARÃO DISPONÍVEIS AOS ESTUDANTES COM BOAS NOTAS NAS PROVAS E MAIS DE 4,6 MILHÕES DE PESSOAS SE INSCREVERAM PARA O ENEM 2010.
O EXAME É COMPOSTO DE QUATRO GRUPOS DE TESTES DE MÚLTIPLA ESCOLHA REALIZADOS EM DOIS DIAS: LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS; CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS; CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS; MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS.
OPORTUNIDADE: QUEM NÃO FEZ OU NÃO CONCLUIU O ENSINO MÉDIO TEM A OPORTUNIDADE DE FAZÊ-LO POR MEIO DO EXAME. BASTA OBTER 400 PONTOS EM CADA ÁREA E 500 PONTOS NA REDAÇÃO PARA OBTER O CERTIFICADO DE CONCLUSÃO. PARA TANTO BASTA TER 18 ANOS COMPLETOS EM 06 DE NOVEMBRO, DATA DE INÍCIO DAS PROVAS.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

O PROFESSOR ESTÁ SEMPRE ERRADO
Jô Soares

O material escolar mais barato que existe na praça é o professor!
É jovem, não tem experiência.
É velho, está superado.
Não tem automóvel, é um pobre coitado.
Tem automóvel, chora de "barriga cheia'.
Fala em voz alta, vive gritando.
Fala em tom normal, ninguém escuta.
Não falta ao colégio, é um 'caxias'.
Precisa faltar, é um 'turista'.
Conversa com os outros professores, está 'malhando' os alunos.
Não conversa, é um desligado.
Dá muita matéria, não tem dó do aluno.
Dá pouca matéria, não prepara os alunos.
Brinca com a turma, é metido a engraçado.
Não brinca com a turma, é um chato.
Chama a atenção, é um grosso.
Não chama a atenção, não sabe se impor.
A prova é longa, não dá tempo.
A prova é curta, tira as chances do aluno.
Escreve muito, não explica.
Explica muito, o caderno não tem nada.
Fala corretamente, ninguém entende.
Fala a 'língua' do aluno, não tem vocabulário.
Exige, é rude.
Elogia, é debochado.
O aluno é reprovado, é perseguição.
O aluno é aprovado, deu 'mole'.

É, o professor está sempre errado, mas, se conseguiu ler até aqui,
agradeça a ele!

Texto enviado pela Profa. Cristiane Gonçalves Sant'Ana
2o. Ano do Ensino Fundamental



 CYBERBULLYNG

O Projeto de Leitura em Inglês para o 7° ano foi “News” (Notícias) e seus termos técnicos como: Headline (manchete); Lead (parágrafo introdutório);  Scenery and action (cenário e ação); Evaluation (avaliação) and Resolution (resolução).

Apesar dos textos serem muito técnicos e de jornais internacionais, foram aplicadas as seguintes técnicas “skimming (fazer leitura rápida do texto para captar as ideias principais, passando rapidamente os olhos no título,  parágrafos, autor e fonte) e scanning (fazer uma leitura rápida, mais específica, detalhada como se quiséssemos copiar o texto, selecionar uma informação específica e fixar nela)”

To skimm significa desnatar (tirar o leite) é como se tirássemos a nata do texto ( o nosso leite).

To scanner signfica explorar , ou seja examinar minunciosamente o texto.
Essas técnicas caminham juntas, portanto numa prova de inglês principalmente, elas são fundamentais .

Após várias aulas sobre o assunto de recognition (reconhecimento, identificação), os alunos tiveram que pesquisar uma  notícia internacional e reconhecer os procedimentos aplicados em sala.

Para a avalição mensal o tema escolhido para aplicar as técnicas foi o cyberbullyng, cujo assunto é de extrema importância para uma conscientização sobre o uso da ferramenta mais utilizada por adolescentes, que é a internet.
De acordo com a fonte Brasil Escola , O cyberbullying é um tipo de bullying melhorado. Através da internet adolescentes humilham e ridicularizam alunos, professores, pessoas desconhecidas, perante a sociedade virtual. Há uma preocupação constante  por parte  de pais  e educadores,   pois   os insultos se multiplicam e contribuem para contaminar outras pessoas que conhecem a vítima. 
      
Infelizmente os meios tecnológicos não estão sendo utilizados de forma adequada que, a priori, seriam para melhorar e facilitar a vida das pessoas em todas as áreas, mas para causar difamações, visando mexer com o psicológico das pessoas, deixando-as desmoralizadas e abatidas.

Quem pratica o  cyberbullying são normalmente adolescentes sem limites, insensíveis, insensatos, inconsequentes e empáticos. Apesar de gostarem da sensação que é causada ao destruir outra pessoa, os praticantes podem ser processados por calúnia e difamação, sendo obrigados a disponibilizar uma considerável indenização.


A notícia escolhida para a prova foi retirada da revista “New York Times”,  de outubro e trata do mesmo assunto,  cyberbulling, mas com um agravante, adolescentes se suicidam quando sua privacidade é invadida e seus vídeos são postados sem permissão.

Cyberbullying and a Student's Suicide


How should the law deal with cases llike the suicides of Tyler Clementi and Phoebe Prince?

Last week, Tyler Clementi, a freshman at Rutgers University, jumped off the George Washington Bridge after a video showing him in an intimate encounter was surreptitiously posted on the Internet. His roommate and another student have been charged with invasion of privacy. Last spring, six high school students in Massachusetts were charged with bullying-related crimes, including violation of civil rights, after the target of the taunting, a 15-years-old classmate, killed herself.
(New York Times, October,1,2010)

Profa. Zuleide Maria do Carmo
Inglês